O Amor Incondicional


Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor, serei como o sino que ressoa ou como o prato que retine. Ainda que eu tenha o dom de profecia e saiba todos os mistérios e todo o conhecimento, e tenha uma fé capaz de mover montanhas, mas não tiver amor, nada serei. Ainda que eu dê aos pobres tudo o que possuo e entregue o meu corpo para ser queimado, mas não tiver amor, nada disso me valerá. O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor. O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor nunca perece; mas as profecias desaparecerão, as línguas cessarão, o conhecimento passará. Pois em parte conhecemos e em parte profetizamos; quando, porém, vier o que é perfeito, o que é imperfeito desaparecerá. (1 Coríntios 13:1-10)

Bom dia, povo bendito do Rei Jesus. Falar do amor, uma pequena palavra, não é fácil. Aparentemente parece, mas não é. Definição: Amor é um sentimento de carinho e demonstração de afeto que se desenvolve entre seres que possuem a capacidade de o demonstrar. Etimologicamente, o termo “amor” surgiu a partir do latim “amore”, palavra que tinha justamente o mesmo significado que atualmente: sentimento de afeição, paixão e grande desejo. Existe alguns tipos de amor, mas vamos falar de quatro tipos: Amor “eros”: Termo grego para o amor sensual. Daí a palavra “erótico”. Esse é o amor físico, da carícia, da relação sexual. Amor “fileo”: É o amor-amizade, fraternal, social. Desse vocábulo grego (“fileo”) temos algumas palavras derivadas, como Filadélfia (“fileo”, amor-amizade, e “adelfos”, irmãos) que significa “amor entre irmãos” ou “amizade fraternal. Amor “storge”: É o amor conjugal, familiar, doméstico. Longe de ser interesseiro, esse amor é humilde, objetivo e sacrificial. É o amor que une o marido à sua mulher bem como os pais aos filhos. Amor “ágape”: Dos quatro, este é o amor maior, pois tem origem no próprio Deus que é a revelação clara desse amor (1 Co 13.1-13). Esse amor é incondicional. Ou seja, não espera nada em troca. Quero destacar amor ágape. O amor ágape está relacionado com o texto que escolhemos hoje. É o amor sem troca. É o amor que Deus teve pela humanidade, em enviar o seu único filho, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. É o amor sacrificial, Cristo morreu por todos nós, reatando a nossa comunhão com Deus. Alguém ousaria entregar o seu filho, em troca da vida de outrem? Pense, analise. Somente Deus nos amou de tal maneira. O apóstolo João não conseguiu explicar a grandeza desse amor. Verdadeiramente é o amor inexplicável. Não tente achar com seus esforços, a definição desse amor. Somente sinta esse amor transbordar no seu ser. Precisamos viver esse amor constantemente. Todo cristão, necessita sentir o amor de Deus fruir no âmago da sua alma. E só assim, amarás o seu próximo como a si mesmo. Tudo nessa vida pode ter fim, mas o amor de Deus permanece para sempre. Se você não está vivendo esse amor, torne a aceitar a Cristo e gozarás novamente do amor do Senhor na sua vida. Amém. Deus te abençoe a cada dia, como sempre digo: Ele te ama, te entende e sempre te quer bem. Tenha um dia de paz. Abraços



Compartilhe esta mensagem agora mesmo!

No WhatsApp